Palestras Principais – Online – 21º Congresso Internacional de Trilogia Analítica

1. A Beleza da Consciência e a Consciência da Beleza

Dra. Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco

No encerramento do 21º ICAT, Dra. Cláudia Pacheco iniciou sua palestra mencionando o primeiro deles, ocorrido em Buçaco, Portugal, cujo tema era “O Terceiro Milênio, a Era da Consciência”. Disse que a tentativa de recuperar o que já foi perdido é uma verdadeira luta que pode ser vencida com a chave da ciência de Keppe, a consciência da inversão psíquica, que transtorna todos os campos de atividade humana. Parabenizou a todos que aderiram a essa ciência, o trabalho mais lindo desde a vinda de Cristo à Terra, porque ela explica muita coisa ainda não entendida desde a passagem da Segunda Pessoa de Deus aqui. Referiu que estamos iniciando a Era do Espírito de Deus, a era da consciência, do bom, do verdadeiro, e principalmente do belo, a era da ciência, da arte, de todas as realizações satisfatórias que deixamos de fazer, por responsabilidade nossa, ou dos poderes, que não nos permitiram que assim fosse. Discorreu sobre a espiritopatologia, dizendo que sem sua compreensão não podemos entender nada, em nenhum campo. Declarou que esse trabalho vai continuar, porque é uma vontade do Ser Divino que os seres humanos que tiverem um pouco de humildade, aceitarem a luz da consciência da sua patologia, tornem este mundo tão luminoso, que os seres malignos, sejam espirituais ou humanos, não vão mais tolerar permanecer aqui.

Aqueles que desejam ainda viver uma vida feliz respondem bem a esta ciência, e põem a mão na massa para que ela possa se espalhar pelo mundo. Defendeu, então, que esse trabalho vai ganhar muita força com a FATRI EAD, uma faculdade internacional que coloca a Realidade Divina, Deus, e o estudo da psicopatologia, em todas as suas disciplinas, para vermos o motivo pelo qual, até hoje, viramos as costas ao Paraíso, porque estamos atrasados em alguns milênios nesse trabalho de aceitação do próprio Criador.

Palavras-chave: Consciência, Inversão Psíquica, Espiritopatologia.
 

2. A Arte é Bela e Viver com Arte é Conviver com a Beleza

Antonietta Tordino

Antonieta: Fiquei muito contente com o convite de participar deste Congresso tão importante para os dias atuais, com o tema incrível da beleza da consciência e a consciência da beleza. Como artista plástica, sempre persegui e procurei retratar, em minhas obras, minha percepção interior, com o toque da cor, da expressão e da beleza. Tive o privilégio, nesses 92 anos de vida, de conviver intensamente com a arte e com a beleza da arte e da vida. A beleza constrói uma vida plena, vencendo desafios, ultrapassando limites. E conquistando objetivos e desejos. Muitas vezes convivi com rotinas difíceis, principalmente em relação a pensamentos e culturas da sociedade, que revelavam muito preconceito em relação à mulher como artista, particularmente no século passado. Infelizmente, ainda convivemos com esse absurdo. Na minha infância, convivi com a Segunda Guerra. Como foram dias difíceis. Um mundo em conflito. E todos muito desolados e com dificuldades em pensar no futuro. A mesma sensação se passou neste período de pandemia.

Agradeço aos meus professores de línguas da Millennium, Anelize, Fabrizio e Frédéric, que foram primordiais para a saúde mental dos alunos em suas aulas online. Sempre desejei estudar, ser independente. E tinha uma sina, uma fascinação pela ciência e química. Mas essas oportunidades eram para os irmãos homens. As mulheres deveriam se preparar para casar, ter filhos e trabalhar fora para os pais e algo mais para ajudar seus maridos. E com o aval de poder trabalhar para ajudar minha família, pude ter acesso a um universo completamente diferente do que vivia até então. Uma outra realidade me foi oferecida. Conheci o Clube dos Artistas e posteriormente pertenci ao Grupo Santa Helena, com artistas plásticos, intelectuais, que desenvolviam teorias e arte do mais alto nível de conhecimento, pesquisa e criação. Também fui ceramista e pintora. Pouca gente sabe como consegui. Tive que casar e, graças ao meu primeiro marido, pude participar desse momento tão especial da cultura e das artes paulistas e brasileiras. Jamais poderia, como jovem solteira, conviver no meio artístico. É claro que não durou o casamento e logo estava de volta à casa dos pais, mas já com maturidade emocional para encarar a situação.

Tive a oportunidade de casar de novo e tive uma filha que cursou a Faculdade de Artes Plásticas Santa Marcelina, em São Paulo. Pude dar largas ao trabalho de artista, mas também precisava, para ser reconhecida, ter diploma, porém sempre conseguindo, em todos os momentos, produzir pintura, escultura e cerâmica. Sei que esse contato com a arte pode me ajudar na construção da minha identidade, independência e me reconhecer como artista e, acima de tudo, como mulher e mãe na sociedade. Sim, posso reconhecer minha trajetória e minha vida através da reflexão que Dr. Norberto Keppe retrata em livro Sociopatologia, sobre a importância das Artes.

Palavras-chave: Artes, Pintura, Escultura, Cerâmica, Sociopatologia.

 

3. Corpo, Mente e Espírito – A Saúde Plena Depende de Nós

Dr. Roberto Zeballos

O Dr. Roberto Zeballos discorreu sobre alguns pontos importantes para a manutenção da saúde, como a atitude do médico e a percepção do doente para a realização da cura, com base na Física, Biologia de Crença, Epigenética e Espiritualidade. A pessoa vive de acordo com sua percepção do ambiente, que é regida por crenças desenvolvidas através da vida e educação, principalmente nos primeiros sete anos de existência, podendo sintonizar-se a uma energia mais otimista ou não.

Desta forma, a vontade conjunta, isto é, a sinergia entre paciente e médico, faz toda a diferença para a cura. Mencionou o otimismo e sociabilidade dos centenários, e sua atitude diante da vida. O amor, a alegria etc., liberam substâncias de caráter protetivo. Porém, o contrário também é verdadeiro. O estresse abusivo e problemas afetivos liberam uma série de hormônios que levam à doença. Passou a detalhar o seu modelo de tratamento. Primeiramente, a física: começou afirmando que a matéria é produto da consciência, e que nós temos influência direta sobre ela. A Biologia de Crença tem esse nome porque, quando a pessoa tem fé, ela produz substâncias que têm influência direta nas suas células, e o que determina o comportamento destas é a percepção do meio ambiente, e não os genes.

As emoções de compaixão, amor, alegria liberam substâncias como a irisina, que diminui o risco de demência senil. Essas emoções modulam a membrana da célula, que é o seu cérebro, para produzir substâncias com propriedades terapêuticas. 95% dos cânceres não são hereditários, e os genes não são determinantes.

O grande desafio para a humanidade hoje é olhar para o mundo com uma percepção mais otimista. Com relação à Epigenética, mencionou os genes adaptativos, que quebraram a ideia da seleção natural de Darwin, existindo uma mutação adaptativa em vida, que passa para outras gerações. Partindo para a espiritualidade, mencionou o Dr. R. C. Henry, que declara que o Universo é imaterial, elemental e espiritual. Desta forma, temos que mudar nossa percepção espiritual. Cristo disse a São Tomé que para ver ele precisava acreditar. Mencionou a clarividência e a premonição, quando as variáveis espaço e tempo são eliminadas. Por fim, descreveu como podemos controlar nossas percepções, mantendo prioritariamente o otimismo.

Palavras-chave: Física, Biologia de Crença, Epigenética, Espiritualidade.

 

4. Increasing Consciousness Through Applying Universal Skills in the Arts

Dylan Savage, Dm

Universal skills, including problem-solving, creativity, and focus are an enduring path toward increased consciousness and, subsequently, change. Each of these three universal skills can be demonstrated at the piano to indelibly illustrate their process and then applied to any aspect of life. It is widely known that universal skills can significantly benefit life and work. Doing well in any discipline requires their constant use. However, universal skills are usually not comprehensively taught in schools and universities, unfortunately leaving students to develop them on their own. Because of this educational insufficiency, many do not receive the full benefits universal skills can deliver throughout a lifetime. It is clear that teaching universal skills should become a primary focus in education.

This approach readily reveals how a universal skill education ought to be undertaken and the resultant rise of consciousness it imparts. The daily use and practice of universal skills continuously reveals a deeper consciousness of self. This process helps reveal the authentic driving force in an individual and can lead him to understand what is truly important and valuable in all aspects of life and work such as the elements of tenacity, honesty, awareness, and the constant desire to improve. Working daily with a universal skill, such as problem-solving, can allow anyone to improve almost any aspect of life. In doing so, an individual will gain a greater consciousness (awareness) of himself and what is meaningful. For example, when working to solve a challenge in a discipline, one becomes acutely aware of his own tendencies, such as: how hard he is willing to work and what he is willing to ignore. In other words, this awareness forces a person to come face-to-face with his strengths and, more importantly, his weaknesses. It is a juncture where choices must be made, such as: What must be done and what must be improved? How those choices are made then define an individual? Universal skills are highly effective tools to help in this journey of ever-increasing consciousness.

Keywords: Universal Skills, Consciousness, Problem-solving, Creativity.
 

5. Informação: O Melhor Remédio

Fernando Beteti

Relato feito pelo jornalista Fernando Beteti: ele iniciou enfatizando que a base do jornalismo é a informação, e como uma informação mudou sua vida. Insatisfeito com a atividade jornalística rotineira, resolveu trilhar seu próprio caminho, atuando na área de saúde, o que lhe foi muito gratificante, tendo passado muitas informações a seus expectadores durante dez anos. Em 2003, nasce sua filha Priscila, com um problema cardiorrespiratório.

Segundo os médicos, ela precisaria ser submetida a um transplante cardiopulmonar dentro de três meses, sob pena de vir a óbito. Toda a bagagem de informações médicas acumuladas até aquele momento foi-lhe muito útil para decidir o que fazer, sem ficar passivo diante daquele diagnóstico. Resolveu utilizar seu próprio programa televisivo, lançando a pergunta sobre tratamentos alternativos ao transplante, recebendo várias respostas do público.

Depois de oito anos, sempre cuidando da melhor forma possível de sua filha, com remédios e internações, e persistindo na busca de informações, ao entrevistar um médico, este lhe informou sobre o protocolo do Dr. Stephen Sinatra, a chamada Solução de Sinatra, um complexo vitamínico específico para o músculo cardíaco, e lhe forneceu a receita. Começou a administrá-la a ela, que hoje está com vinte anos de idade, tendo uma vida praticamente dentro da normalidade.

Beteti enfatiza a importância da busca de informações alternativas sobre saúde, como a Solução Sinatra, cujo idealizador enfrentou o sistema médico vigente para oferecer uma solução relativamente barata, que evita cirurgias e a ingestão de remédios alopáticos caros. Finaliza sua apresentação dizendo que a verdade tem que ser procurada por todos.

Palavras-chave: Jornalismo, Saúde, Mídia Alternativa, Informação, Verdade.
 

6. O Renascimento das Artes Através da Consciência da Beleza, Bondade e Verdade

Sandra Ingrid Keppe

Dra. Sandra Keppe iniciou sua palestra dizendo que vem de uma família de artistas. Seu avô foi violonista da Orquestra Sinfônica de Viena, seu pai sempre ouviu muita música; desde a infância ela sempre assistiu a muitos filmes, tendo inclusive estudado cinema na New York University. Passou então a discorrer sobre a questão da superação e paixão no mundo artístico, citando o esforço feito pelo ator Hugh Jackman para conseguir trabalhar em um de seus filmes; o empenho do nosso Aleijadinho que, já leproso, tinha que prender seus instrumentos escultóricos no próprio punho para realizar seu trabalho; o caso de Beethoven, que compôs sua Nona Sinfonia já totalmente surdo; o empenho de Michelangelo ao pintar a Capela Sistina, muitas vezes em posição deitada. Concluiu que nesses casos de amor pela arte existe uma ligação espiritual com Deus, porque é impossível fazer essas obras que já perduram por séculos sem que se tenha uma ligação com o Ser Divino.

Mencionou a dificuldade de se esculpir o mármore, referindo-se novamente a Michelangelo e à perfeição da sua Pietà e do seu Moisés, dizendo que somente a pessoa que tem uma ligação com algo divino consegue essa capacitação, que na verdade nem vem dela. Disse que bondade, beleza e verdade são a essência da arte, e os artistas desinvertidos, que estão ligados a esses fatores, conseguem fazer trabalhos duradouros. Porém, também nos deparamos com obras antiartísticas, aberrantes, agressivas ultimamente, totalmente desligadas da bondade, beleza e verdade, porque aí entram os problemas da inveja, da inversão. Nessa situação, o artista transmite sua própria patologia, destruição, feiura.

Sendo assim, torna-se necessário que os artistas lidem com a questão da inveja para poderem captar o bem que os capacita a realizar obras de valor, tornando-se instrumentos do próprio bem e da beleza. Deu o exemplo de uma cliente sua, depressiva, que, após submeter-se ao tratamento trilógico, passou a decorar fachadas de prédios. Nesse sentido, acredita que a Trilogia pode contribuir muito.

Palavras-chave: Superação, Consciência da Patologia, Espiritualidade, Obras de Arte.

 

7. Some Thoughts on Dr. Norberto R. Keppe and his Science of Analytical Trilogy

Dr. Joseph Ghougassian

Ghougassian: I am honored to be named the keynote speaker at the 21st International Congress of Analytical Trilogy. A particular thanks goes to Dr. Norberto Keppe and Dr. Cláudia Pacheco and the organizers for asking me to participate in this Congress. My association with the founder of Trilogy, Dr. Keppe, and with Dr. Pacheco, goes back to 1980, when they presented their ideas and theory about integral psychoanalysis at the First World Congress of Logotherapy in San Diego, California, which I was the president and the founder.

Since that time, my relationship with them and the School of Trilology has expanded and deepened. I congratulate Dr. Cláudia Pacheco for selecting the theme of consciousness for this conference. The subject matter of consciousness is a topic that every serious philosopher, psychologist and theologian has addressed and made it a pivotal, fundamental theme of their thoughts, theories and all clinical therapy. Dr. Keppe and his School of Analytical Trilogy are no exception.

So many great thinkers of the 20th and 21st century have addressed the subject of consciousness. And for this, let me remind you of a few names. Sigmund Freud dove extensively into the nature and the dynamic of consciousness. He developed a rich and complex lexicon sheet around it. However, the most innovative philosopher about consciousness in the 20th century was Edmund Husserl, then known as the father and the founder of Phenomenology, who dissected the nature, function and structure of consciousness of the man in the street and the common man. He went on to coin a highly sophisticated vocabulary of terms to describe consciousness.

We can also think of my mentor, Viktor Frankl, to name only a few names who have accordingly developed their theories of human existence around consciousness. As I stated earlier, Dr. Keppe’s Analytical Trilogy has also spoken about this subject and has thereby coined his own lexicon to explain the human reality of a healthy person and also the abnormal personality in need of therapy to confront their malinvestment. Dr. Keppe contributed to the understanding of consciousness in a manner that others did not discover as a point. Let me take the concept of envy.

One would say, I envy such and such an individual for what he or she has. I wish to have what he or she has. But according to Analytical Trilogy, that is more than just wishing to possess the qualities or become what the other person owns. It is also a negative desire to wish evil upon the other person. It is a desire to destroy the other for what he or she possesses. In other words, the average person does not see the good, the beautiful, and the truth of the other. The highest type of envy is the wish of becoming like God.

As Keppe says, people want to be a creator like God. This mental attitude is called megalomania. Dr. Keppe has called Analytical Trilogy because he combines sciences, philosophy and theology. These three intellectual disciplines interact each other’s to become the pedagogical roots of civilization.

In 1982, I was honored to write a short preface to Keppe’s book, Glorification. On the other hand, in her book Revealing the Power of Consciousness with this  subtitle, The Handbook of Analytical Trilogy, Dr. Cláudia Pacheco, presents a theory of consciousness derived from clinical exposes from her interviews and analysis of her patients. It is a psychological overview of the dynamism of consciousness at work in the everyday life of humans, confronting the perplexity of trying to adjust to the demands of intense objectivity and relations of the man in the world.

Dr. Keppe has definitely secured his place in the history of schools of therapy because of his emphasis on consciousness. Analytical Trilogy therapy seeks to help patients to become conscious of whatever is causing his or her anxiety. I wish Dr. Keppe a long, healthy and fruitful life, so that humanity continues to benefit from his wisdom, Clinical work and deep spirituality. And I do pray the Holy Spirit to continue enlightening Dr. Cláudia Pacheco in her creative vision of building and expanding the principles of Analytical Trilogy.

Keywords: Analytical Trilogy, Envy, Consciousness, Schools of Therapy.

Receba as Novidades

Em seu e-mail ou por WhatsApp, receba conteúdo exclusivo: boletins de conteúdo, palestras, artigos, lançamentos, etc. Somente a Keppe & Pacheco enviará as mensagens, garantindo que os interessados recebam conteúdo confiável e de qualidade.

plugins premium WordPress Pular para o conteúdo