O Ser Humano é Mais Espírito do Que Matéria

Norberto Keppelivro-parusia-restauracao-do-paraiso-norberto-keppe*
Texto do livro PARUSIA – RESTAURAÇÃO DO PARAÍSO

O aspecto essencial do Ser Humano é Eterno, ou seja, jamais desaparecerá – estou dizendo no que denominamos de Alma, que constitui a Energia Fundamental vinda do Criador, na Forma mais Pura, sem qualquer defeito, daí a sua Constituição Perfeita. O único elemento que conseguimos deformar é o Existencial, mais atinente ao Corpo, com deficiências e Base Sã.

Em nosso aspecto Essencial, temos meio ser na Terra, e meio no Céu. Por isso é que, automaticamente, percebemos a Existência de Deus, com seus anjos e santos, pois estamos mergulhados com Eles nesse Universo Espiritual. Posso falar que vivemos mais Nele do que no Mundo Material – o próprio Corpo Humano constitui um prolongamento do Espiritual.

O Essencial é o Elemento Fundamental que, inclusive, forma o Existencial, pois contém, dentro dele, todas as formas de vida – posso afirmar que carrega tudo o que possa ser, a União de todos os elementos criados, e que ainda poderão existir. A maior parte do que possa haver não há ainda, porque não seguimos corretamente o Essencial, ao querer inventar uma nova maneira de existir, que não esteja de acordo com a Constituição natural.

Vida é Espírito que, em parte, se transforma no que denominamos de matéria, ou organismo. Mas, com o merecimento, continuamos normalmente com o Espírito, em contato com os Seres Espirituais do Além, e os que deixamos aqui – por essa razão, frequentemente, sonhamos com pessoas que já partiram e, principalmente, com os Espíritos: Deus, anjos, santos, e todos os que habitam essa existência sobrenatural.

A formação acadêmica é desanimadora, porque rejeita a maior parte dos conhecimentos que estão no setor espiritual, e constituem a sua grande maioria. O elemento material, mesmo que o Universo tenha bilhões de Planetas habitados, constitui talvez 10% de toda a População criada. Essa dúvida das Academias é devido à influência dos Seres Demoníacos, que não percebem mais, porque vivem na soberba, inveja, ódio e avareza do Criador; e não adianta esperar, depois do perecimento, que teriam razão, porque aí já não poderiam escolher diferente para se salvar.

Na psicose, o ser humano praticamente sai da dimensão humana para a delirante que, sem dúvida, é demoníaca. Já não sente e pensa como homem, mas como ser espiritual, geralmente demoníaco, no sentido de esbanjar demais, ou se fechar excessivamente.

A questão da origem da doença, principalmente a mental, é devido à extrema contração ou, ao contrário, ao exagero de lassidão. Em qualquer tipo de trabalho e de psicoterapia, o profissional tem de enfrentar os maus espíritos, creia ou não, pois o Ser Humano os introduziu em sua existência, e agora tem de suportá-los, querendo ou não.

A verdadeira Existência é a que está de acordo com a Essência, porque esta última veio diretamente das mãos do Criador, enquanto podemos escolher o modo de existir, que nem sempre será conforme a Realidade.
O tempo só existe para o elemento material, pois o espiritual é eterno. O espírito durará para sempre, no tempo e espaço.

*Norberto Keppe: Psicanalista, filósofo, cientista social, pedagogo e físico independente, autor de 44 livros, fundador e presidente da SITA – Sociedade Internacional de Trilogia Analítica, que unificou a ciência à filosofia e teologia.

Artigo publicado no Jornal STOP a Destruição do Mundo N110 – 08/2022

Gostou desta publicação?

Compartilhe

WhatsApp
Telegram
Email
Facebook
Twitter
LinkedIn

Uma resposta

  1. Gostei muito deste artigo sobre a Parusia, excelente trabalho. Obrigado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Abrir WhatsApp
1
Dúvidas? Fale Conosco
Olá!
Dúvidas? Nossa equipe está pronta para atender você!
Skip to content